segunda-feira, 7 de julho de 2008

Constatação

Mulheres e flores. Ambas com belezas e espinhos. Mulheres vaidosas, maldosas, fugazes e até vulgares. Flores de todas as cores, folhagens, caules e raízes. Todas com seus sonhos. Paixões e desilusões, as mulheres. Expressividades e folhas secas, as flores. Se não as regamos, as flores, elas murcham e não desabrocham plenamente. Assim como as mulheres, as flores precisam de carinho. Estão em todos os lugares, as mulheres, e até para ir a luta pintam seus lábios de vermelho. Assim como as flores, as mulheres exalam seu perfume inebriante que nos entontece. Mulheres de todas as cores e formas, flores de todos os tamanhos e para todas as ocasiões. Se você não as segura com jeito, as flores, seus espinhos ferem. Se não as conduzir com cuidado, as mulheres, com certeza se esvairão e desaparecerão na multidão. Sensíveis são as mulheres e as flores. Se abafá-las, morrem as flores. Se sufocá-las, perdem o viço, as mulheres. Flores e mulheres embelezam a vida, dão vida e geram vidas para perpetuar nossa perene existência mortal. Reguemos sempre nossas flores e amemos sempre nossas mulheres. Uma não existe sem a outra, uma completa a outra. Dê uma à outra e constate o esplendor do resultado. Mulheres e flores são ingênuas se assim o quisermos. Quero muitas flores no meu jardim. E apenas uma mulher em minha vida que me ame e cuide de mim como cuidaria de suas flores.

2 comentários:

Marina disse...

OOun que lindooo tiooo !!!!

Pena que nem todos os homens nos enxergam da mesma maneira !!!

Não dão o devido valor, e só se dão conta de que deviam ter cuidado melhor quando no jardim já não há mais flores, e a mulher de sua vida tb se foi !!!!

=D

Eduardo disse...

É um ligeiro presta atenção.As pessoas se preocupam com dinheiro, posição, aquisição e não com sentimentos que é a parte doce do ser humano que jamais deveria se tornar amarga. Obrigado pelo seu comentário.