sábado, 14 de maio de 2011

Sexta-feira, 13

Quem tem medo de lobo mau?
Todo mundo tem, uns fingem que não tem, mas na hora H soltam a franga interior imediatamente ao levar o susto. É infalível.
Gato preto, então!!!!
Nem pensar que um felino afrodescendente cruze o seu caminho, seria azar pra dedéu e nem pensar em antídoto, não existe.
Passar embaixo de escada!!?
Só desmaiado e na maca, pelo menos você já vai estar desacordado e nem vai sentir nadinha se algo cair em cima de você.
E quebrar espelho então, Tô fora.
Dizem as más línguas que são mais ou menos sete anos de azar, ficaria muito caro com certeza.
Depois de todas essas bobagens ditas aí em cima, uma sexta-feira a mais ou a menos nem faria diferença, não é mesmo?
Essa sexta-feira, 13 que passou agorinha em nossas vidas, na minha foi muito estranha e eu explico por que:
Não peguei trânsito nem pra ir, nem pra voltar, pensei comigo “o pessoal resolveu abonar ou tirar as horas do banco de horas, afinal é final de semana”.
As pilhas de processos estavam ínfimas, não compensou o papel imprimido para enviá-las a quem de direito, o balcão estava vazio de manhã e a tarde.
O almoço veio delicioso, a quentinha estava quentinha e a coca geladíssima.
O dia passou voando, saímos no horário.
Ninguém tocou no assunto de mortes, desastres e catástrofes inerentes à data fatídica.
Ninguém contou nenhuma cena do Jason ou do Fred Crugger.
No caminho de volta ninguém cometeu nenhuma barbeiragem no transito, ninguém xingou ninguém, tudo na mais santa paz, incrível.
Cheguei mais cedo e ninguém me perguntou por quê?
O computador estava livre.
Aí pensei: “QUE BELEZA SE TODA SEXTA-FEIRA,FOSSE ASSIM”.
Não só as de dia 13.

E.Batbuta 14/05/2011

Um comentário:

* Verinha * disse...

Passando para lhe deixar uma super beijoca no coração [:)]

Verinha