quinta-feira, 23 de junho de 2011

Não tenha medo de ser você

Hoje as pessoas estão com receio de se expressar, de colocar suas opiniões a respeito daquilo que as constrangem daquilo que as envergonham ou causam algum temor por estarem à margem do que lhes foi ensinado. Calar-se se tornou uma maneira eficiente de preservar a autoimagem, o politicamente correto para não enfrentar polemica e entrar para o rol dos idiotas conscientes que aplaudem o inusitado e condescendente absurdo da falta de princípio e moralidade já há muito definido, para não virar anarquia, como regulador de uma sociedade a beira de um ataque de nervos.
Se você não quer uma coisa, diga não.
Se você não concorda, não aceite.
Não seja condescendente com o que não presta, influi ou contribui para que possamos viver em harmonia, pois quanto mais você se cala mais parece que a maioria aceita que isso se concretize e pelo que eu ouço por aí isso não condiz com a verdade.
Saímos de uma ditadura opressora para podermos ser livres, para podermos realmente dizer o que sentimos e de repente sofremos nas mãos de ditaduras minoritárias que tenta nos impingir a todo e qualquer custo uma situação insustentável.
São costumes, vícios e desvios de conduta inconcebíveis de serem liberados sob uma bandeira de que se assim for feito diminuirão em seu conteúdo, países de primeiro mundo tentaram e voltaram atrás.
Se colocar em votação num plebiscito não passa nada. E se a coca cola acha que os bons ainda são a maioria (olha a segunda intenção, a mensagem subliminar) eu tenho certeza.
E se somos a maioria vamos tomar as rédeas de nossas consciências e não vamos ter medo de sermos nós mesmos para um bem maior.

E.Batbuta 23/06/2011

Um comentário:

* Verinha * disse...

Com certeza Dú.. não devemos nos calar diante do que não estamos de acordo e nem é do nosso agrado. Temos que defender nossa forma de pensar e nossos valores sem receios de sermos ou não aceitos.

Beijoquinhas super em seu coração..
Verinha